sexta-feira, 3 de março de 2017


A vida
A vida é bonita de se viver
Siga em frente, abandona a tristeza
porque ela não vai te recompensar.
O tempo
O tempo jamais maltratou alguém
Ele apenas ensina a levar
Leva o mal que guardamos no peito.
Por isso já vou avisar
Não leva a vida tão a sério
um dia essa vida te abandonar
Você pensa que a morte vem
Mas a coisa não é bem assim
Um dia essa vida te deixar.

Sergio e Ary 02 . 2017

segunda-feira, 14 de março de 2016


A vida
A vida é bonita de se viver
Siga em frente, abandona a tristeza
porque ela não vai te recompensar.
O tempo
O tempo jamais maltratou alguém
Ele apenas ensina a levar
Leva o mal que guardamos no peito.
Por isso já vou avisar
Não leva a vida tão a sério
um dia essa vida te abandonar
Você pensa que a morte vem
Mas a coisa não é bem assim
Um dia essa vida te deixar.

Sergio e Ary 02 . 2017

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

EU ME CALO




Eu me calo
Diante da tua beleza
Não posso falar
No nascer deste dia
Uma porta se abre
0 meu sol vem brincar
E me calo
Quantas vezes falei
Das muitas que falhei
Mas, agora me calo
Diante da tua grandeza
És a fonte da vida
A ponte em expressão
Sou sozinho e reflito
Futilmente gritei
Foi palavra desdita
Uma onda em tufão
Quem se tornou calado
Fez melhor, deu lição
E eu me calo agora
Quando tudo é paz
Quando as voltas da noite
Deixaram-me sem gás
Deveria pular
Num distúrbio de som
Mas, meu coração canta

Calar é um dom.

sábado, 12 de setembro de 2015

Explosão

Meu coração corre acelerado

Meu peito bate forte, é vero


Minh'alma se mostra aflorada


Feito rosa em nova primavera


Como o rio que flui da explosão


E a pele que hoje salta gritando


Por desejos soltos, não contidos


Desaguando da cabeça aos pés


Num corte rasgante e profundo 


Querendo soltar todos estes nós


Que só nós inda sabemos dominar


E utilizar a língua pra explicar a dor


Apertada nos seios da mãe que alimenta


E só assim descobrir a inteira razão


Deste infarto que agora me vem,


fulminantemente.

quinta-feira, 22 de agosto de 2013




SONHAR, VIVER E CANTAR


Minha mente vagueia na arte de sonhar
Subo em flores, beijo a noite e voo
Minh’alma busca sempre saborear
São desejos que arpejam no silêncio.
E assim num decolar imaginário
Suspirando pela esperança de brindar
É a voz, é canto da alegria, é o som
Que somado ao ar lembra o mar
São as ondas que vão e vêm
Batendo no peito de quem ama
a arte de viver e cantar.





Uma vez fiz um poema
Juntei palavras e versos
Naveguei feito um poeta
Fiz das cordas coração
Caminhei em meio às flores
Sonhei ter visto um jardim
Apalpei a voz da alma
Contei os números da razão
Cantei, brinquei e sorri
Rabisquei o tom das cores
Repensei sobre a cadência
E o escrevi na minha mão.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012




A lua bordada de estrelas
Caminha solta no céu
Casou-se na madrugada
brindou num beijo de mel
Fez carícia ao astro rei 
Arrastou seu vestido branco
Brincou de tecer com a terra 
E mergulhou no mar, 
de tanto amar

ah mar!!!