sábado, 6 de setembro de 2008


MEU SOL




O sol na manhã

Bate em minha janela

Cedo vem me chamar

De mansinho.

Ainda não é primavera

E a luz dos seus olhos vem

Clarear.

Bate no meu peito

Teu calor, teu jeito

Acariciando a pele.

No meu corpo inteiro

Nasce o desejo

De te encontrar no mar.

Quero estar contigo

Me banhar em ti

Meu sol.



(Sergio, 06/09/08)